Search
  • jailsealvarenga

Um texto, para ser bem compreendido e chegar ao objetivo a que foi feito, deve ser coeso, claro e coerente. E, infelizmente, é muito comum nos defrontarmos com um texto que tenha falta de coesão textual.

Mas, o que vem a ser um texto coeso?

Um texto coeso é aquele que se desenvolve com uma certa sequência lógica, de forma que fique compreensível a quem o lê.

É preciso que haja nexo nas ideias e conexão entre as palavras, frases e parágrafos. O texto necessita estar bem estruturado.

Uma boa dica para você que está escrevendo o seu texto é utilizar frases curtas. Uma frase extensa demais pode causar confusão e acabar não transmitindo direito a ideia.

Outra dica é usar conectivos (conjunções) para ligar uma oração a outra, a fim de deixar o texto mais harmonioso. Alguns exemplos de conectivos são: mas, porém, então, logo, já que, apesar, porque, dessa forma, etc.

No texto coeso, portanto, não podem existir pontos pendentes. Deve haver um encadeamento de tudo aquilo que foi escrito.

E, principalmente, use sempre os serviços de um revisor de texto!

4 views0 comments
  • jailsealvarenga


Linguagem neutra nada mais é do que a utilização de outras vogais, consoantes ou símbolos para que os gêneros masculino e feminino não sejam identificados nas palavras. Assim, é muito comum o “o” ser trocado pelo “e”, pelo “x” ou pelo “@”. Ao invés de se escrever meninos, na linguagem neutra utiliza-se menines, meninxs ou menin@s.

Um ponto importante a ser destacado é que o uso do x ou @ não deve ser feito na prática por uma simples razão: na linguagem oral, esses caracteres atrapalham o entendimento, além de também não serem compreendidos pelos dislexos ou na linguagem dos sinais (libras). Assim, além do “e”, cogita-se utilizar as vogais “i” ou “u”.

O intuito da linguagem neutra é deixar de lado a marcação binária do gênero masculino ou feminino. Muitos dizem ser uma forma de praticar a diversidade e a inclusão, o respeito à pluralidade, deixando-se de lado a discriminação.

Este é um tema que vem ganhando cada vez mais visibilidade, e também gerando polêmicas. Vem havendo tentativas de se modificar a Língua Portuguesa para a democratização da linguagem. Mas uma mudança ortográfica na Língua Portuguesa não é fácil de acontecer. O Projeto de Lei 5248/20 proíbe o uso da “linguagem neutra” na grade curricular e no material didático de instituições de ensino públicas ou privadas no ensino da língua portuguesa no ensino básico e superior. A proposta inclui a vedação em documentos oficiais dos entes federados, em editais de concursos públicos, assim como em ações culturais, esportivas, sociais ou publicitárias que percebam verba pública de qualquer natureza, de acordo com a Agência Câmara de Notícias.

Alguns educadores também são contra o uso da linguagem neutra, pois sua utilização poderia atrapalhar aqueles que estão se alfabetizando, confundindo-os num momento tão delicado de aprendizagem.

Para Heloisa Buarque de Almeida, professora do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e pesquisadora do Núcleo de Estudos sobre os Marcadores Sociais da Diferença (Numas), a demanda por uma linguagem inclusiva pode ser considerada um movimento social e faz parte da evolução da língua.

Um assunto que ainda vai gerar muitas discussões, com certeza!

10 views0 comments
  • jailsealvarenga

Já estamos há mais de um ano vivenciando a pandemia no Brasil, que fez com que só aumentasse ainda mais a crise social, econômica e da saúde. E, com ela, inúmeras as consequências experimentadas pelo povo brasileiro.

Na área imobiliária não é diferente: com o encolhimento da atividade econômica, pudemos ver a queda de renda, a inadimplência e o desemprego. Isso tudo levou a uma maior oferta de imóveis no mercado.

É só você sair de casa que já se depara com várias placas de “ALUGA-SE ESCRITÓRIOS” ou “ALUGA-SE APARTAMENTOS”.

Mas, isso está gramaticalmente certo? Com certeza não!

Vamos lá!

Quando nos deparamos com a frase “aluga-se escritórios”, podemos notar que tal frase está na voz passiva. O “se” é uma partícula apassivadora. Sendo assim, a voz ativa é: escritórios são alugados. Por isso, o verbo alugar tem que concordar com a palavra escritórios. O correto, então, é


“ALUGAM-SE ESCRITÓRIOS”.


E se for apenas um escritório para alugar, aí sim fica


“ALUGA-SE ESCRITÓRIO”.





O que você deve lembrar é que, nestes casos, o verbo sempre irá concordar com o sujeito, que está logo após o “se”.


Veja abaixo alguns outros exemplos:

· Alugam-se barcos.

· Vendem-se casas.

· Fazem-se as unhas.

· Interpretam-se sonhos.

· Consertam-se pneus.

· Poupam-se os reais.

· Entrevistam-se candidatos.


Bom, agora é com você! Fique atento e não erre mais!

15 views0 comments